Sintrapp e Escola Carlo Ceriani comemoram vitória contra a terceirização

Sintrapp e Escola Carlo Ceriani comemoram vitória contra a terceirização

Agora é pra valer!
Terceirização aqui não!
Prefeitura recua!

Na tarde de hoje, ao dar continuidade as mobilizações contra a terceirização, sindicato e comunidade puderam comemorar um passo a mais nessa batalha! Receberam um comunicado oficial da Seduc onde a prefeitura informa o cancelamento da proposta de “gestão compartilhada”
Foram dias agonizantes para os pais, alunos e profissionais da Escola Carlo Ceriani que receberam a notícia da terceirização por meio de uma carta aberta à unidades escolares da Seduc. O Sintrapp imediatamente travou uma luta pela garantia dos direitos e pela não terceirização, contou com total apoio da população e do Conselho Municipal de Educação (Comed) que não deram trégua!
Mobilizados, foram ao Ministério Público (MP), denunciaram nas mídias, foram ao prefeito, à Câmara Municipal, tentando impedir essa medida, sempre expondo os prejuízos que a terceirização traria a todos os envolvidos na escola, principalmente ao desenvolvimento das crianças e vínculo com professores e funcionários, além de expressar descontentamento e repúdio à forma arbitrária com que o prefeito e a Seduc tentaram implantar a terceirização na escola pública.
Diante de muita união e mobilização por parte da comunidade junto ao sindicato e Comed conseguimos a vitória.
O Sintrapp sempre foi e sempre será contrário a qualquer forma de terceirização pelos diversos prejuízos causados aos trabalhadores e população e sempre que necessário estará de prontidão para bater de frente e impedir essa precarização do serviço público. Não vamos aceitar! O sindicato agradece a participação de todos (as) que estiveram engajados(as) nessa luta e reafirma que a união na defesa do ensino público, gratuito e de qualidade foi essencial para obtermos a vitória! Terceirização não!

Todos em alerta
Depois que a Seduc voltou atrás na decisão de terceirizar a escola, o ato agendado para a próxima sexta-feira (19) foi cancelado. Porém, famílias de alunos e alunas, moradores (as) do bairro, servidores (as) e sindicato estarão de olho nas próximas medidas da Secretaria de Educação. Caso outros locais sejam alvo da tentativa de terceirização, todos devem estar a postos e se manterem em luta em prol do serviço público de qualidade.

Autor: Tania Brandão

1 comentário até agora

Sônia Auxiliadora Publicado em9:21 pm - dez 19, 2018

A união é fundamental para impedir os retrocessos . Parabéns a todos e todas envolvidas.