Sintrapp solicita reunião para o Dia do Servidor

Sintrapp solicita reunião para o Dia do Servidor

Depois de muitas conversas com a administração, sem conseguir um posicionamento positivo às reivindicações da categoria, o Sintrapp protocolou um ofício solicitando uma reunião como prefeito para a próxima segunda-feira (28). Oportunamente, a data é a escolhida para comemorar o “Dia do Servidor Público”, porém, servidoras e servidores não têm muito o que comemorar por conta dos ataques investidos aos direitos conquistados.

A pauta da reunião solicitada pelo sindicato será relativa ao Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS), que foi negociado no ano passado e até agora segue sem grandes avanços por parte da prefeitura. O objetivo é cobrar o cumprimento do compromisso que o executivo firmou e um maior empenho no sentindo de implantar o PCCS.

Além disso, também será cobrada a apresentação do estudo de Impacto Financeiro prometido pela administração durante a paralisação de 4 de setembro. Na data, a prefeitura disse que entregaria tal documento, que prevê o montante gerado pela incorporação do Abono de R$255,00 aos salários dos servidores, trinta dias após a paralisação. Além disso, o sindicato também pretende negociar com a administração a reposição de tal dia, que foi descontada dos salários das servidoras e servidores que aderiram ao movimento.

A conversa por telefone com a Secad

Ao telefone, o sindicato cobrou posicionamentos da prefeitura sobre as reivindicacões da categoria. A conversa com o secretário de administração foi pautada nos seguintes temas:

– O pagamento da venda das licenças-prêmio que estão em atraso;

-O pagamento da venda dos 10 dias das férias de 2019;

– A reposição do dia 14 de junho, ponto em que a administração continua enrolando. Na conversa, o secretário de administração questionou se “a lista da reposição, enviada pelos responsáveis pelas unidades é realmente verdadeira”. Tal dúvida chega a ofender as servidoras e servidores que paralisaram e já repuseram, e agora aguardam o pagamento do dia trabalhado. A administração está desrespeitando a categoria há muito tempo, enfatiza o sindicato.

O dia 28 que seria de comemoração, será de luta para as servidoras e servidores de Prudente! Dia de cobrar do Prefeito compromissos assumidos e não cumpridos!