Votação sobre congelamento salarial vai para Câmara

Votação sobre congelamento salarial vai para Câmara

No último sábado, como contrapartida ao envio de verbas federais para compensação financeira dos impactos gerados pela Covid-19, os senadores aprovaram o congelamento salarial de servidoras e servidores até dezembro de 2021. O texto do Projeto de Lei Complementar (PLP) que foi votado como substitutivo aos PLCs 149/2019 e 39/2020 também impede a realização de novos concursos públicos, contratações, e progressões funcionais.  Ficaram de fora do congelamento trabalhadoras e trabalhadores da saúde e também da segurança pública, além das forças armadas.

Vale lembrar que, para a efetivação, o PL também deverá ser aprovado pela Câmara de Deputados. Por conta disso, A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Confederação dos (as) trabalhadores (as) no Serviço Público Municipal (Confetam) elaboraram notas para mobilização e também de repúdio à proposta.

 É hora de salvar vidas e defender a renda, o trabalho de decente .

Clique para ler a nota.

O sindicato ressalta que a doença, que já infectou 102 mil pessoas no país e causou a morte de 7.051 brasileiras e brasileiros, não pode servir como moeda de troca para retirar, de profissionais que levam os serviços públicos até a população, direitos básicos.

1 comentário até agora

Carmen Godoi Rocha Publicado em3:32 pm - maio 4, 2020

Por que não cortam verbas do alto escalão?